Página Inicial

English (United Kingdom)

 

Morada:
Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa (CEAUL)
Alameda da Universidade - Faculdade de Letras
1600-214 Lisboa
Portugal

Horário de atendimento:
2ª a 6ª-feira,

10h00 às 17h00

Email:
centro.ang@letras.ulisboa.pt 

facebook

Telefone:
(00351) 21 792 00 92

 

FCT_V_cor



 

 

FLUL

logo

Lisboa realiza o maior debate sobre Paul Bowles [2010-10-21]
paul-bowles1

DN Artes, 2010-10-21
por Joana Emídio Marques (texto)
http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1691517&seccao=Livros


"Entre hoje e sábado, a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa celebra o centenário do autor de 'Um Chá no Deserto"

A maior celebração do centenário de Paul Bowles é esta que estamos a realizar em Portugal", afirma a investigadora e música Anabela Duarte, uma das responsáveis pelo colóquio internacional que, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, vai debater e homenagear a vida e obra deste artista americano.

O evento estende-se à Cinemateca, ao Museu do Oriente e ao festival de arte urbana Pop Up.
"Queríamos retirar Bowles do nicho académico e literário e mostrar a amplitude e a modernidade da sua obra", explica ainda a investigadora.

Conta-se que na casa de Tânger, em Marrocos, onde Bowles viveu durante mais de 50 anos, o hall de entrada estava sempre cheio com as malas de viagem dos muitos forasteiros que ali passavam temporadas. Allen Ginsberg, William S. Burroughs, Gregory Corso, Truman Capote, Tennessee Williams e Gore Vidal, entre outros, eram apenas alguns desses forasteiros atraídos pela figura de Bowles; viajante por geografias exóticas cuja curiosidade incessante face à diferença e o olhar vivo e aberto sobre a humanidade se traduziram nas suas obras, tanto literárias como musicais.

Com uma programação ambiciosa, o colóquio junta especialistas, portugueses, norte-americanos, ingleses, marroquinos, turcos e propõe colocar em diálogo as várias facetas do trabalho de Paul Bowles, bem como questões antropológicas, literárias, estéticas que lhe estão subjacentes. A dimensão "actual e vanguardista do seu trabalho, descoberta de outros povos e culturas são outras das temáticas que o encontro pretende evidenciar", diz Anabela Duarte.

Um Chá no Deserto, adaptado posteriormente ao cinema por Bernado Bertolucci, é um dos seus livros mais conhecidos, embora o escritor norte-americano seja ainda autor de outras obras importantes, como Memórias de Um Nómada e A Missa do Galo (ambos editados pela Assírio & Alvim). Bowles foi ainda compositor, artista plástico, investigador das culturas tradicionais de Marrocos.

No sábado, o colóquio estende- -se à Cinemateca, com a exibição do filme You Are not I, de Sara Driver, e a exibição de documentários realizados por Javier Martin-Dominguez e Karim Debbagh, e ao Museu do Oriente, onde António Rosado, Irene Herrmann, Anabela Duarte e Richard Horowitz se juntam para um concerto. A Biblioteca da Faculdade de Letras de Lisboa tem patente, até dia 29, uma exposição biblio-vídeo-iconográfica intitulada "Pirates at Heart", sobre a vida do escritor, além de workshops vários

 
Voltar
Topo

Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa (CEAUL)