Página Inicial

English (United Kingdom)

 

Morada:
Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa (CEAUL)
Alameda da Universidade - Faculdade de Letras
1600-214 Lisboa
Portugal

Horário de atendimento:
2ª a 6ª-feira,

10h00 às 17h00

Email:
centro.ang@letras.ulisboa.pt 

facebook

Telefone:
(00351) 21 792 00 92

 

FCT_V_cor



 

 

FLUL

logo

Revelar todas as facetas de Mark Twain [2010-10-08]
mark-twain

Destak, 2010-10-08
http://www.destak.pt/artigo/77122


"Revelar todas as facetas de Mark Twain é objectivo de colóquio internacional"

A afirmação foi feita à agência Lusa por Mário Mesquita, um dos organizadores da iniciativa que termina com o lançamento de “A Viagem dos Inocentes” (“Innocents Abroad”), de Mark Twain, a primeira edição portuguesa do autor de “As Aventuras de Tom Sawyer”, traduzida por Margarida Vale de Gato, do Centro de estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa.

“Apesar de ser um escritor irreverente e humorista, a obra de Mark Twain tem várias facetas e muito ricas e estas deviam ser mais valorizadas sobretudo numa altura em que se celebra o centenário da morte do autor”, sublinhou Mário Mesquita.

Escritor, jornalista, humorista e romancista, Mark Twain – pseudónimo de Samuel Langhorne Clemens – nasceu na Florida a 30 de Novembro de 1835 e morreu em Redding a 21 de Abril de 1910.

Para Mário Mesquita, do Conselho Executivo da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), entidade que organiza o colóquio, a importância da obra de Mark Twain não se confina ao público mais jovem, ainda que “este conceito não dependa apenas da idade física das pessoas, mas também da maturidade ou das circunstâncias em que se leem as obras”. Lembrou ainda a importância de “As Aventuras de Huckleberry Finn” sobre o qual Ernest Hemingway (1889/1961) afirmou que dele nasceu “a moderna literatura americana provinha”.

Os professores especialistas no autor norte-americano Teresa Alves, Teresa Cid, Teresa Tavares e Isabel Caldeira – das faculdades de Letras das universidade de Lisboa e Coimbra – Shelley Fisher Fishkin, da Universidade de Stanford, Peter Messent, da Universidade de Nottingham, e Stephen Wilson, da Universidade de Coimbra são alguns dos participantes no colóquio.

“Twain Transnacional”, “Compreender Twain: Memória e Identidade na Autobiografia”, “Mark Twain: O artista enquanto jornalista” e “Uma reavaliação de Mark Twain no Centenário da Sua Morte” são alguns dos temas a debater ao longo do dia.

“Recepção de Mark Twain em Portugal”, pelas professoras universitárias Isabel Oliveira Martins, Maria de Deus Duarte e Paula Elyseu Mesquita é outro dos temas a debater.

Organizado pela FLAD, Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa e Centro de Estudos Anglísticos desta universidade, o colóquio integra ainda uma visita guiada à exposição “Mark Twain em Portugal”, patente na Biblioteca Nacional Portuguesa, a realizar no sábado de manhã e que é coordenada pela tradutora e também poetisa Margarida Vale de Gato.

 
Voltar
Topo

Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa (CEAUL)